Acompanhe as novidades

Mamoplastia de redução: o que é e por que está tão em alta?

Mamoplastia de redução: o que é e por que está tão em alta?

A mamoplastia de redução é uma das principais solicitações em cirurgia plástica no Brasil. As causas para esse interesse são diversas e dependem das demandas individuais, porém costumam ocorrer por questões estéticas, ou mesmo interesses despertados por problemas de ordem física ou mental. A avaliação e análise tanto dos motivos psicológicos, quanto da viabilidade de tal cirurgia são essenciais para que o processo se desenrole da melhor forma.

Neste artigo vamos falar sobre o que é a mamoplastia, quais são as principais dúvidas na hora de buscar por esse tipo de cirurgia, os cuidados que devem ser realizados no pré e pós-operatório, além do tempo de recuperação e a aparência após o procedimento. Continue a leitura e saiba como funciona!

O que é mamoplastia de redução?

Como o próprio nome sugere, a mamoplastia de redução é um procedimento cirúrgico de procedência estética que busca diminuir as mamas. As razões para se fazer essa cirurgia podem ser variadas, porém a mais comum é a busca por uma harmonização maior da silhueta física, ou seja, buscar um equilíbrio físico estético maior. 

É importante ter em mente que a performance da cirurgia, seja de aumento ou diminuição das mamas, não interfere nas funções fisiológicas das mesmas. Se a mulher tem uma saúde perfeita antes da cirurgia, a tendência é manter essa condição após a mesma. Estudos acerca de problemas que se apresentam na região das mamas indicam que até 18% das mulheres têm algum problema com a amamentação, porém, este fator não está relacionado com cirurgias estéticas.

Mastopexia e mamoplastia: quais as diferenças?

Tanto a mastopexia quanto a mamoplastia redutora visam a diminuição do tamanho e volume dos seios, porém existem diferenças importantes entre elas. Além disso, os procedimentos realizados em cada caso também são diferentes. Assim, é importante saber quais são essas diferenças e como cada procedimento é feito.

A mamoplastia de redução é feita por meio de um procedimento que retira a gordura e o tecido mamário. Desta forma, essa gordura é eliminada do corpo existindo uma diferença de peso e medida em relação ao antes e depois. A mamoplastia costuma ser procurada por mulheres que possuem seios muito grandes e que, por esse motivo, desenvolveram problemas de coluna ou outros desconfortos semelhantes.

Por outro lado, a mastopexia não diminui o peso ou o volume. O foco desse procedimento é o lifting, ou seja, o processo de levantamento dos seios. Essa prática costuma ser procurada por mulheres que deixaram de amamentar e buscam fazer com que o tecido mamário se torne mais firme, ou então mulheres que emagreceram de forma repentina e buscam uma melhor tonificação da região.

Para quais casos a redução dos seios é indicada?

Seios grandes demais podem causar inúmeros problemas físicos, além de possibilitarem desordens psicológicas advindas da insatisfação e irritabilidade com o próprio corpo. A redução das mamas pode ser necessária quando o tamanho das mesmas não condiz com a estrutura física.

Chamada por hipertrofia mamária, esta condição pode ocorrer em quatro graus especificados de acordo com os sintomas apresentados, sendo eles a moderada, grande e gigantomastia.

A mamoplastia de redução é indicada quando:

  • Há extremo desconforto físico por conta do peso;
  • Incômodo na hora de dormir;
  • Assaduras provocadas por sutiãs apertados, ou mesmo nas dobras da pele e que podem causar acúmulo de fungos;
  • Impossibilidade de desenvolver atividades físicas;
  • Baixa autoestima devido à aparência das mamas.

Existem outros motivos que podem parecer menos importantes como a dificuldade em se vestir de acordo com a própria vontade, ou mesmo insegurança, porém esses motivos são tão válidos quanto aqueles listados acima.

Como é realizada a cirurgia de redução das mamas?

A mamoplastia de redução é uma cirurgia, ou seja, é um procedimento cirúrgico como qualquer outro que precisa obedecer a regras e procedimentos para que a recuperação seja assegurada. Deste modo, o primeiro passo é a avaliação da paciente por um profissional que irá analisar as condições físicas, verificar a real necessidade da cirurgia e pedir os exames necessários que serão utilizados para comprovar as condições físicas.

Após esse primeiro passo, se os exames da paciente estiverem demonstrando as condições apropriadas, então a data para o dia da mamoplastia será agendado. No hospital, a paciente deve retirar todos os adereços como joias, maquiagens, esmaltes. Estar em jejum, de acordo com as solicitações do médico e também contar com um acompanhante.

O tipo de anestesia vai depender do volume mamário a ser extraído, portanto, pode ser uma anestesia peridural, geral ou local. O procedimento pode durar entre duas e três horas. Para a retirada da gordura e do tecido é feito uma incisão em T ou em L, ou ainda ser na região das aréolas. A escolha desse pormenor também vai depender das condições das mamas, ou seja, pode variar de acordo com cada paciente. A extração da gordura mamária e do tecido é feita por essas incisões.

Cuidados no pós-operatório

A mamoplastia de redução demanda alguns cuidados especiais, ainda que seja uma cirurgia considerada simples. Para que ocorra uma boa cicatrização é importante seguir os seguintes cuidados:

  • Para evitar dor, desconforto ou abertura de pontos é importante fazer um repouso de 15 dias. Além disso, é importante não fazer movimentos bruscos ou que causem cansaço;
  • É importante a utilização de sutiãs apropriados, ou seja, sutiãs cirúrgicos que vão prover a segurança e a sustentação necessárias à recuperação. O tempo de uso geralmente é de 3 meses e deve ser removido apenas para higienização;
  • Não erguer os braços acima do nível dos ombros;
  • Não dormir de bruços ou de lado por 3 meses;
  • Seguir todos os cuidados prescritos pelo médico, além de fazer uso correto da medicação para evitar qualquer inflamação ou problema;
  • Lavar cuidadosamente o local com sabonete neutro e água para que não ajunte bactérias.

Como ficam as cicatrizes da mamoplastia redutora?

Como qualquer procedimento cirúrgico, a mamoplastia de redução vai apresentar cicatrizes. Nos primeiros dias, a região vai apresentar uma aparência avermelhada que é normal, e a cor vai esmaecendo com o passar dos dias.

A cicatriz pode apresentar o formato de T ou de L ou ainda acompanhar as circunferências das auréolas, porém, a tendência é que essas marcas se esmaeçam com o tempo. Após um ano, é possível que essas cicatrizes tenham adquirido o tom da pele e sejam bem difíceis de localizar.

A mamoplastia de redução é muito importante para mulheres que sofrem realmente com o tamanho das mamas e consiste em um benefício a redução das mesmas. Buscar melhor qualidade de vida é importante, porém deve ser feito com todo o cuidado para que o resultado seja o melhor possível.

Gostou deste artigo? Siga-nos em nossas redes sociais para acompanhar de perto todas as novidades que compartilhamos sobre saúde, autoestima e bem-estar. Estamos no Facebook e Instagram!

Assine nossa Newsletter

Receba nossas novidades e mantenha-se informado.

Solicite uma ligação
e tire suas dúvidas
Fale com um de nossos atendentes ou, se preferir, nós ligamos para você.