CIRURGIAS PLÁSTICAS REPARADORAS Voltar
Procedimento

Oncologia Cutânea

Solicite uma ligação! Assim que recebermos seu contato, ligaremos para você.

Indicação:

O câncer de pele, considerado o mais comum no Brasil, correspondendo a cerca de 25% dos casos no país e atinge, principalmente, pessoas com mais de 40 anos e de pele clara.

Dentre os diversos tipos de tumores benignos, destacam-se: nevos, siringomas, quelóides, lipomas, cistos, leiomiomas, neuromas, hemangiomas, entre outros.

Entre as lesões malignas, os tumores mais comuns são: carcinoma basocelular (CBC), carcinoma epidermóide ou espinocelular (CEC) e melanoma.

Sempre que perceber pintas ou manchas que apresentem crescimento, alterações de cor ou forma, irregularidades em suas bordas, alterações de tamanhos, além de manchas ou ferimentos que coçam, sangram e não cicatrizam, é importante procurar a orientação de um médico.

Em caso de câncer de pele, o tratamento é cirúrgico, seguido da reconstrução dos tecidos afetados.

Tipo de anestesia:

Local, regional, com ou sem sedação e até mesmo geral, dependendo do procedimento e do risco cirúrgico do paciente.

Técnica cirúrgica:

A cirurgia consiste na retirada (parcial ou total) de lesões de pele (benignas ou malignas), de acordo com as características da patologia em questão e buscando o melhor resultado estético-funcional possível.

No caso de lesões pequenas, a cirurgia pode consistir na simples retirada da lesão e fechamento da pele da maneira mais discreta possível. Em lesões maiores, pode ser necessária a utilização de retalhos ou enxertos para o fechamento da ferida gerada após a ressecção.

No caso de lesões malignas, é necessária a ampliação das margens de ressecção, orientada pelas características da lesão e, possivelmente, por avaliação dos fragmentos ressecados feita por um patologista ao longo da cirurgia. Além disso, pode ser necessária a realização de complementações ao tratamento cirúrgico local, como: biópsia/ ressecção de linfonodos, radioterapia, quimioterapia, terapia fotodinâmica etc.

Tempo de internação:

O tempo de internação varia de acordo com a cirurgia realizada e deve ser discutido previamente com o médico.

Pós-operatório:

Após a cirurgia, o local operado ficará sensível, dolorido e avermelhado, porém a dor costuma ceder com analgésicos comuns. Pode ocorrer também a eliminação de pequeno volume de líquido pela ferida ou formação de crostas.

Evite atividades físicas que forcem o local operado, realize as trocas de curativo conforme as recomendações e proteja a cicatriz do sol pelo tempo determinado pelo médico.

Possíveis complicações

No procedimento de oncologia cutânea, algumas possíveis complicações podem ser observadas. São elas:
• Ocorrência de hematomas;
• Alteração da sensibilidade;
• Má cicatrização;
• Necrose;
• Perda parcial ou total dos retalhos ou enxertos realizados.
O resultado final da oncologia cutânea, como em todas as cirurgias estéticas, vai depender da reação do organismo da(o) paciente e do zelo com as indicações do pré e pós-operatório.

Recomendações pré-operatórias

Os hábitos de vida e cuidados do paciente antes da operação são fatores decisivos para todo resultado cirúrgico. Confira as recomendações mais importantes:
• Faça jejum de no mínimo 8 horas antes da cirurgia, incluindo água, evitando bebidas e refeições em exagero nos dias que precederem o procedimento;
• Faça a correta hidratação da pele nos dias que antecedem a cirurgia, tendo em vista que a mesma deve estar bem elástica para melhor receber o procedimento;
• O tabagismo deve ser suspenso 30 dias antes da cirurgia;
• Comunique alterações de estado de saúde e uso de medicamentos na véspera da cirurgia;
• Não use esmalte de cor escura no dia da cirurgia e evite usar joias, bijuterias e relógios;
• Compareça à cirurgia com um acompanhante.

Agende agora mesmo um horário com o Dr. Petrônio Fleury
Cuide de seu corpo e viva a Vida de forma Diferente! Remodele suas curvas naturalmente e fique ainda mais linda.

Compartilhe:


Dúvidas

Dúvidas frequentes

1. A gluteoplastia de aumento deixa cicatrizes?Toda cirurgia deixa cicatrizes, algumas em locais mais visíveis, outras em locais mais camuflados.  Felizmente, a cirurgia de... Leia Mais

1. A abdominoplastia deixa cicatriz muito visível?A cicatriz resultante de uma abdominoplastia (ou dermolipectomia abdominal) localiza-se horizontalmente logo acima da... Leia Mais

1. Onde se localizam as cicatrizes da blefaroplastia? São visíveis?As pálpebras são a região do corpo em que a pele apresenta a menor espessura. Isso auxilia... Leia Mais

1. Como são as cicatrizes da mamoplastia redutora?Existem inúmeras técnicas descritas para a mamoplastia redutora e o lifting de mamas, cada uma com suas vantagens, desvantagens... Leia Mais

1. O que é lipoaspiração? Qual a diferença entre lipoaspiração convencional e lipoescultura?A lipoaspiração é uma cirurgia cujo... Leia Mais

1. A rinoplastia deixa cicatrizes?A rinoplastia produz cicatrizes praticamente imperceptíveis. Certos narizes permitem que as cicatrizes fiquem escondidas dentro da cavidade nasal, deixando... Leia Mais

1. A mamoplastia de aumento deixa cicatrizes?Toda cirurgia deixa cicatrizes em nosso corpo, porém algumas são menores e mais escondidas. Este é o caso da cirurgia de... Leia Mais

Assine nossa Newsletter

Receba nossas novidades e mantenha-se informado.

Solicite uma ligação
e tire suas dúvidas
Fale com um de nossos atendentes ou, se preferir, nós ligamos para você.